Triste partida n˚1 / Luiza Branco

Agora pensando

segui outra tria

chamando a famia

começa a dizê

- Eu vendo meu burro

Meu jegue e meu cavalo.

Nóis vamo a São Paulo

vivê ou morrê!

-Nóis vamo a São Paulo
que a coisa tá feia.

Por terras aleia

nóis vamo vagá…

Se o nosso distino

não fô tão misquinho

pro mesmo cantinho

nóis torna a vortá

Chegaro em São Paulo
s
em cobre, quebrado.

E o pobre, acanhado

percura um patrão.

Só vê cara estranha

de estranha gente.

Tudo tão diferente

do caro torrão.

Trabáia dois ano
trêis ano e mais ano

e sempre nos prano

de um dia vortá.



Interferência em fotos de migrantes nordestinos do Arquivo Público do Estado de São Paulo