Escritos no Galpão397 | oitavo texto

Exercícios ecfrásticos a partir da visita aos ateliês dos artistas em residência no Ateliê397.

Ju Bernardo

Eis a caixa de ferramentas:

sacola plástica dobrada em nó
Problemas de gênero
Feminismo e subversão da identidade
em cima d’O arco e a lira

um cartaz enrolado com etiqueta

From: Ditte Ejlerskov, EvaMarie Lindahl
To: Petra Lamers-Schutze, Taschen
Subject: About: The Blank Pages

mais dois carreteis de linha
branca e vermelha 100% poliéster
e o crochê laranja embaixo de tudo –

Como discernir o trabalho da máquina
do trabalho das mãos de quem coloca
a ponta da linha no buraco da agulha?

A agulha atravessa o tecido
leva a linha alinhavar
e cerzir até fiar o ponto

A máquina também erra –
E as mãos tecem com destreza
enquanto os olhos vivos acompanham
o compasso da agulha a cadência da linha
no pano entretecido

***

 

Jonas Arrabal

Você entra no mar
enche baldes de água
irrompe na quebra das ondas
que se dividem lá na frente

diluindo fronteiras
dissolvidas em espuma
até chegar à areia

Onde estamos no mapa
com esse desvio da onda que começa

e vai quebrar bem ali,

lá longe?

 

Carlota Mason

Quanto sabem os poetas, loucos, cientistas
com as rimas, hipóteses, narrativas oníricas
da beleza que nunca cessa, lastro de artistas?
Os estudos astronômicos e visões metafísicas

elucidam o percurso das estrelas em anos-luz:
testemunho do passado em tempo presente,
imagens brilhantes, espaço imenso que traduz
cintilações aos olhos diante do céu ascendente

A espiral de gases, partículas, nebulosas
faixa difusa de poeira interestelar
circunda astros entre bilhões de estrelas gasosas
A olhos nus se vê da Terra o jorro clarear –

jato de leite que Héracles sugou dos seios de Hera
constelação luminosa, figura expelida na atmosfera

 

Rebeca Pak

Segundo a Wikipedia,
antes de 1443 os coreanos
falavam uma língua
e escreviam em outra

Por deliberação do rei Sejong
criou-se um alfabeto fonético

Os sons corretos para a instrução do povo

um sistema de escrita, hangul

E assim a língua coreana, aglutinante
constituída mais de sons que significados
tornou-se idioma
isolado

*
Entre as dobras do biombo
de cores suaves em desenhos minuciosos

as inscrições dos minúsculos ideogramas
segredos das mensagens cifradas

Assim como as paredes sóbrias do guarda-roupa
os retratos dos ancestrais, arquivos de família

São rostos serenos ou solenes
nas fotografias?

Também suas vestimentas
e os objetos descartados

figuras em papeis delicados
traços finos de paisagens cotidianas
e longínquas

a mãe carrega a criança nas costas
outras mulheres sentadas fiam algodão
a comida colorida no prato

tudo são raízes e distâncias
no tempo da memória
e do esquecimento


 

Luciana Den Julio nasceu em 1978 e vive em São Paulo.